CURSO DE TAXIDERMIA + CURSO DE INCRUSTAÇÃO DE INSETOS E OBJETOS EM RESINA

R$41,80 R$38,90

  • Descrição

    CURSO DE TAXIDERMIA + CURSO DE INCRUSTAÇÃO DE INSETOS E OBJETOS EM RESINA

    Super promoção, adquira os dois cursos e pague mais barato.

    Curso de Taxidermia e Curso de incrustação de insetos e objetos em resina.

    Veja mais detalhes dos cursos, clicando nos anúncios destes cursos.

    Forma de envio: DOWNLOAD

     

    *Sobre incrustação

    Com as técnicas  apresentadas, você será capaz de realizar belíssimos trabalhos incrustando aranhas, besouros, sementes, flores, folhas, objetos plásticos, metálicos ou madeiras; pedras, conchas e muito mais.

    Da mesma maneira, também é possível fazer criações de objetos variados bastando somente muita criatividade.

     

    *Sobre a taxidermia

    O QUE É?

    Taxidermista é o profissional que aplica e estuda as técnicas da taxidermia. É uma ciência biológica que trata da montagem ou reprodução de animais para exibição ou estudo. O principal objetivo desse profissional é o resgate de espécimes descartados, reconstituindo suas características físicas e, às vezes, até simulando seu habitat, o mais fielmente possível.

    QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

    Para ser um taxidermista o indivíduo deve ser corajoso, se interessar pelos animais e pelas artes. Além disso, outras características desejáveis são: responsabilidade capacidade de observação capacidade de organização metodologia detalhismo sensibilidade artística coragem auto-confiança dinamismo

    QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

    É uma profissão que deve ser exercida por biólogos reconhecidos, com curso de nível superior em Biologia, e envolve conhecimentos de diversas áreas além da Biologia, como: Química, Anatomia, Comportamento, Ecologia, Artes Plásticas, entre outras matérias. É muito importante que o profissional esteja sempre estudando e participando de cursos e seminários para estar bem atualizado e se destacar no mercado de trabalho.

    PRINCIPAIS ATIVIDADES

    conversar com o cliente e descobrir os objetivos da taxidermia a ser aplicada estudar o animal que será representado estudar suas características, alimentação, habitat, etc observar as condições do animal e quais as técnicas que terão de ser utilizadas para a taxidermia lavar o animal preparar os materiais necessários, tais como bisturis, serras, alicates, sal grosso, etc preparar as soluções químicas a serem utilizadas no processo retirar o pelo do animal, separando os ossos, órgãos e ligamentos a fim de obter as partes necessárias para recomposição. confeccionar armações para recomposição reproduzindo a atitude e a forma natural do animal dar acabamento ao trabalho utilizando materiais necessários para obter o máximo de correspondência original. preparar material parasitológico (ectoparasitos e endoparasitos); Genético (cromossomos e DNA) e Anatômico em via úmida (tecidos e órgãos) e seca (crânios, esqueletos e peles)

    ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

    Os taxidermistas são biólogos especializados na reprodução e conservação de animais mortos, baseados no estudo de suas características. O profissional da taxidermia atende à diferentes tipos de público, produzindo peças para diferentes ocasiões, como donos de animais domésticos, pescadores e caçadores desportistas, criadouros de animais comerciais, museus de história natural, entidades conservacionistas, zoológicos, universidades e mais recentemente o teatro e a televisão (taxidermia cênica).

    MERCADO DE TRABALHO

    O mercado de trabalho para esse profissional é estável. Nos últimos anos, o teatro e a televisão têm trabalhado bastante com a taxidermia cênica, aumentando o campo de trabalho desse profissional. A área que mais emprega atualmente é a de pesquisas e estudos científicos, ou seja, as universidades e centros acadêmicos, os zoológicos, museus, etc. A produção de coleções didáticas e a taxidermização científica de animais de estimação sempre forma bom campo para o profissional.

    CURIOSIDADES

    A taxidermia é uma técnica aplicada somente em animais vertebrados. Seus registros mais antigos remontam ao império egípcio, a cerca de 2.500 a.C. O termo taxidermia provém do grego “taxi” (organizar/dar forma) e “derme” (pele). Popularmente o termo “empalhar” já foi usado como sinônimo de “taxidermizar” entretanto há muito tempo não se usam mais os rústicos manequins de palha e barro para substituir o corpo dos animais.

  • Avaliações (0)
    Adicionar Comentário